HOME » Histrico


Histrico


     A história do ensino da Cirurgia no Brasil se confunde com a criação da bicentenária Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro, projetando-se como um dos sustentáculos da formação acadêmica no país. Veio cumprir a aspiração da intelectualidade brasileira desde os tempos de Colônia e do Império.

 

     O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ciências Cirúrgicas do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro iniciou suas atividades em 2009, quando foram autorizados e homologados os cursos de Mestrado (1º semestre) e de Doutorado (2º semestre). O Programa foi constituído com uma concepção multi e transdisciplinar, interinstitucional, como resultado do compromisso de um grupo de docentes de diferentes formações acadêmicas (médicos e não médicos), em diversos campos do saber, integrando e agregando valores fundamentados na qualidade e na excelência. 

 

    Desta forma, apoiados pela Reitoria, pela Faculdade de Medicina e pelo Departamento de Cirurgia da UFRJ, estabeleceu-se para este Programa a missão de reconstruir paradigmas dentro dos preceitos de uma política moderna de educação e de saúde, para formação de recursos humanos e produção do saber, em prol da ciência e da tecnologia no âmbito da Saúde, compatíveis com os desideratos da sociedade. 

 

   O Programa de Pós-Graduação em Ciências Cirúrgicas da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro visa, pois, à formação de pessoal de nível superior altamente qualificado para o exercício do magistério superior, no âmbito do Ensino, da Pesquisa, da Extensão e da Assistência. Seu projeto pedagógico estrutura-se de maneira a transpor os muros do conhecimento fragmentado e fomentar a ampla circulação de ideias, de alunos e docentes, estimulando o diálogo entre o ensino e a pesquisa inovadora como estratégia de desenvolvimento. A proposta, portanto, congrega transformações, desafios e exigências interpostos à Academia, fruto de profunda reflexão, na busca por adequação e por respostas que ultrapassem os muros da Universidade, alcançando as relações sociais com a comunidade, no âmbito regional. Dos egressos, espera-se que sejam capazes de transitar e atuar em diferentes cenários de atenção à saúde e à pesquisa e de intercambiar ações e informações quanto aos processos de geração e disseminação de conhecimentos, atuando como elementos transformadores e nucleadores de grupos de pesquisa, comprometidos com a ética, o bem comum e convergindo suas ações aos eixos constitutivos da educação, no desenvolvimento da pesquisa em Saúde e no âmbito da Ciência e Tecnologia.